segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Caderno das flores vermelhas (6)


A noite ja ia a meio quando me deitei no chão frio da varanda a observar cada estrela, cada estrela que naquele céu habitava, oh eram tantas meu pequenino, ainda as tentei contar, mas eram milhares, perdi-me umas quantas vezes. Mas entre todas que ali estavam, havia uma que marcava a diferença, sobressaia-se entre as outras, a sua luz, a sua iluminação era muito mais forte e intensa do que as outras todas, oh e como me ofuscava os olhos, como captava a minha atenção somente para ela, como a minha atenção fica concentrada quando olho para ti, foi exactamente a mesma coisa. E sabes o que eu senti ? que era aquela estrela, a nossa estrela, a estrela do nosso amor, oh por vezes ainda nao estou em mim, por vezes penso que estou num mero sonho, que quando acordar nao vais estar aqui, que nao existes, que es uma personagem dos meus sonhos, nada mais que isso. Seras mesmo real ? oh como é possivel alguém como tu ser real, não entendo, nao entendo como, juro que dou voltas e voltas a minha cabeça, revejo cada espaço, e nao encontro nenhuma resposta, nao a resposta possivel. Tu es real, tu existes mesmo, eu sei, o teu corpo junto do meu é real, os teus labios colarem-se aos meus é real, a tua mao encaixar na minha e real, o sorriso que esboças para mim é real, o cheiro que paira em ti e real, tu es real, tu es meu, tu es o meu sonho mais real de sempre.

27 comentários:

  1. Gostei muito, linda! Um coração para ti

    ResponderEliminar
  2. claro que é real, o amor é real e disso não duvides c:

    ResponderEliminar
  3. Lançaram-me um desafio e tinha que o passar a 10 pessoas. Foste uma das 10, ele encontra-se no meu blog:)

    ResponderEliminar
  4. eu sei que sim é como andar nas nuvens xD

    ResponderEliminar
  5. Fico muito contente por ti querida*

    ResponderEliminar
  6. Um amor assim é mesmo bom de saber que ainda existe!

    ResponderEliminar